Literatura Gospel



X

Vitória Sobre a Tentação – Fidelidade

Como devemos proceder?

“Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito.” (Lucas 16:10)

Quando se fala em tentação, talvez na maioria das vezes, vem à nossa mente a questão da sensualidade. Na verdade se formos estudar um pouco, veremos que tentação é todo desejo ou intento violento (intenso) de fazer algo, que pode ser certo ou errado – mas normalmente é errado. Isso nos leva ao conceito geral de fidelidade, que é fazer o certo mesmo quando custa mais caro.

Deste modo, será tentação sempre que desejarmos algo que não podemos ou não devemos tocar/ter/fazer/olhar/comprar/dizer/usar… O que precisa ficar claro é que tentação não é pecado, mas ceder e fazer o que não deve é pecado, sim.

Uma das formas de vencer a tentação é manter a mente focada na fidelidade que tem promessa de recompensa. Se lermos todo esse capítulo, veremos que o ensino central de Jesus é sobre integridade, sobre ser honesto em tudo e veremos que há uma recompensa. Certamente a maior recompensa de todas é ser aprovado por Deus, ser encontrado digno de elogio por parte do Pai. Isso deveria ser suficiente para nos manter longe de ceder à desonestidade que vem da tentação.

Podemos ser tentados na área financeira, na questão moral, e mesmo em coisas simples como dizer a verdade e acabar prejudicado por isso. Pense no guarda rodoviário perguntando se de fato você estava em excesso de velocidade – e estava mesmo. Ou na hora de declarar o imposto de renda. Ou na hora de confirmar se cumpriu um propósito de jejum ou leitura da Bíblia. Pense naquelas situações em que seu interlocutor não tem como confirmar a veracidade da sua afirmação e a questão fica entre você e Deus.

Nestes momentos, assim como nos mais “cabeludos” a saída é a mesma – devemos ser fiéis e fazer o certo mesmo que custe mais caro ou cause prejuízo. Devemos encontrar forças para dizer não. Isso é vencer a tentação.

“Senhor, me dá forças para enfrentar a tentação e me colocar em posição de resistir. Se eu começar a resistir sei que vencerei. Ajuda-me, pelo Teu amor a mim.”


Por: Mário Fernandez