Literatura Gospel



X

Penitência

É uma prática correta requerida por Cristo?

Outra série de boas obras exigidas pelo Catolicismo é conhecida como penitência:

"A absolvição tira o pecado, mas não remedia todas as desordens que ele causou. Liberto do pecado, o pecador deve ainda recobrar a plena saúde espiritual. Deve, portanto, fazer alguma coisa a mais para reparar seus pecados; deve "satisfazer" de modo apropriado ou "expiar" seus pecados. Esta satisfação chama-se também "penitência"." P. 402, #1459 Catecismo da Igreja Católica (1994)

Milhões de Católicos no mundo cumprem fielmente a penitência, crendo que essas boas obras são exigidas por Deus para "fazer compensação por" seus pecados e restaurá-los à "plena saúde espiritual."

Entretanto, as Escrituras escritas revelam que esta prática é uma outra tradição humana que desafia a Palavra de Deus e degrada a obra feita por Cristo na cruz.

Como já foi amplamente explicado, Cristo pagou o preço total por nossos pecados no Calvário. Acreditar que boas obras são necessárias para se recobrar a "plena saúde espiritual" é negar a Palavra de Deus. Deus faz esta promessa a todos os que colocam sua fé em Jesus Cristo:

"...Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado." Hebreus 10:17-18

Deus promete jamais se lembrar dos pecados dos verdadeiros Cristãos, e declara que uma vez que os pecados são perdoados através da fé em Cristo, não há mais oferta pelo pecado. Em outras palavras, não existe necessidade de obra alguma que possa fazer seus pecados perdoados . Cristo já fez tudo!

Mesmo assim o Catecismo continua insistindo em regras humanas:

"A penitência imposta pelo confessor deve levar em conta a situação pessoal do penitente e procurar seu bem espiritual. Deve corresponder, na medida do possível, à gravidade e à natureza dos pecados cometidos." P. 402, #1460 Catecismo da Igreja Católica (1994)

O Catecismo até define as boas obras específicas que podem constituir-se em penitência:

"(A penitência) pode consistir na oração, numa oferta, em obras de misericórdia, no serviço do próximo, em privações voluntárias, sacrifícios, e principalmente na aceitação paciente da cruz que temos de carregar." P. 402-403, #1460 Catecismo da Igreja Católica (1994)

Mas Deus jamais exigiu boas obras para perdão de pecados:

"Pois tu, Senhor, és bom e compassivo; abundante em benignidade para com todos os que te invocam." Salmo 86:5

A Bíblia declara que os Cristãos são justificados através de Jesus Cristo, não de boas obras:

"Sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e, sim, mediante a fé em Cristo Jesus...pois por obras da lei ninguém será justificado." Gálatas 2:16

Paulo sabia que se a justiça fosse ganha através de boas obras, então Cristo teria morrido em vão:

"Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça é mediante a lei, segue-se que morreu Cristo em vão." Gálatas 2:21

O Catecismo ainda estende esta tradição para sugerir que a penitência pode ajudar os defuntos:

"A Igreja recomenda também as esmolas, as indulgências e as obras de penitência em favor dos defuntos." P. 291, #1032 Catecismo da Igreja Católica (1994)

Como blocos de cimento sobre uma parede de concreto, eles vão empilhando tradições até o topo. E cada uma viola os ensinos claros das Escrituras.

Conclusão

Esta doutrina Católica levanta pelo menos três perguntas a serem respondidas por você mesmo:

o Será por mera coincidência que esta doutrina anti-bíblica mantém as pessoas cativas da Igreja Católica?

o Por que o Catolicismo novamente rebaixa Jesus Cristo, insistindo em que o Seu sacrifício não foi suficiente, e que os Católicos devem anexar o seu próprio sacrifício, a fim de pagar pecados?

o Por fim, a mais importante: ao lado de quem você vai ficar neste caso? ... das tradições humanas ou da Palavra de Deus?

"Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé,independentemente das obras da lei." Romanos 3:28


Por Rick Jones - Por Amor aos Católicos Romanos