Literatura Gospel



X

Minha família e eu

Dinâmica sobre família.

O objetivo desta atividade é que todos conheçam a família de todos.
Quantos membros têm? Qual o nome dos pais? Avós? Responsáveis? Irmãos(ãs)? E vale até falar dos animais de estimação.
Você deve dirigir esta atividade respeitando a faixa etária e de acordo com o material disponível para trabalhar (escolha uma opção abaixo e mãos à obra):
Obs: Ajude seu aluno a lembrar que ele deve se incluir como membro da família, seja no desenho, texto , trazendo as fotos, ou etc. É comum a criança falar da família e não se incluir, no entanto é fundamental que seu aluno pense em si mesmo inserido na família que ele tem.

• FOTOGRAFIAS: Você pode pedir para cada aluno trazer fotos de sua família para compartilhar com os amigos em classe. As fotos podem ser apresentadas em pequenos grupos ou para toda a sala. Uma maneira de organizar a socialização das imagens é criar uma exposição em sala! Divida a sala em dois grupos. O primeiro grupo irá expor as fotos (pode ser sobre a carteira ou dispostas no chão) e o segundo grupo deve visitar a exposição. Vale pedir que os visitantes anotem curiosidades e peçam explicações para os expositores. Ao final, inverte-se os personagens, para que todos possam expor as fotos e apresentar seus familiares.

• DESENHOS: Entregando folhas brancas para a turma peça que cada um desenhe sua família. Você pode também fazer esta atividade com colagem , deixando a disposição imagens diversas de outras pessoas para que eles possam recortar e montar a imagem que pode representar seus familiares. Com os trabalhos prontos, você pode montar um VARAL de desenhos e pendurar na sala mesmo.

• TEXTO: Entregando folhas pautadas peça para cada um escrever um pequeno texto sobre a sua família, pode ser um texto artístico utilizando qualquer gênero literário. (Poesia, conto, etc..)

• ENTREVISTA DO DETETIVE: Divida a turma em duplas e peça para que um aluno entreviste o outro, os papéis devem ser trocados entre os alunos para que todos sejam entrevistados. O foco da entrevista é descobrir o máximo de informações sobre a família do outro. Ao final, cada repórter apresenta o entrevistado.

• ARGILA: Distribua porções de argila para cada aluno e peça para que eles façam uma representação de um momento com a família. Por exemplo: “Almoço na casa da vó”. O próprio aluno poderá apresentar sua obra de arte bem como cada membro da família. A obra deve ter título e explicação para cada objetivo criado com a argila, a criança também deve explicar “por quê” escolheu aquele momento familiar para representar.

• PARÓDIA: Divida sua classe em duplas e peça para que eles apresentem suas famílias através de uma paródia musical. A Paródia é uma imitação cômica de uma composição, isto é, os alunos podem pegar uma música ou hino muito conhecido e mudar a letra da música. A nova letra da música deve apresentar as famílias da dupla de alunos, falando de cada membro, das crises e das alegrias, etc.

REFLEXÃO para a dinâmica:
Após conhecer um pouco mais sobre a família de seus alunos e permitir que eles falem mais sobre seus familiares, explique que se aproxima o Dia das Mães. Lembre-se de afirmar que para estas perguntas não há resposta certa, você só quer saber a opinião deles. Pergunte aos seus alunos:

• Vocês acham certo existir o dia das mães? Por quê?
• Será que todo mundo tem pai e mãe? Todo mundo tem irmão?
• A família de todo mundo é igual?
• Como uma criança que não tem mãe pode comemorar o dia das mães?

Perguntas simples como estas, ajudam o seu aluno a pensar sobre o assunto. É importante que ele conheça as famílias de seus amigos e perceba que há também outras famílias diferentes daquela que ele tem. Não subestime os alunos, uma criança relativamente pequena em tamanho e em idade pode possuir respostas muito profundas para todas estas perguntas.
Ajude seu aluno a pensar sobre as famílias de seus amigos (que ele conheceu mais um pouco com a dinâmica realizada em sala) e nas famílias de vizinhos e colegas de escola. Cuide para não citar nenhum aluno como um exemplo, evite apontar ou falar nomes, pois o tema é muito delicado e alguém pode sentir-se excluído pelo simples fato de você falar:

— “O João, amiguinho de vocês, não tem mãe!”.
Ao invés disto diga:
— “Nós vimos muitas famílias diferentes. A minha família também é diferente” (Apresente a sua família e abra um espaço para que eles mesmos falem um pouco mais ) e continue “ E todas as famílias são especiais. Alguns tem o pai alto e outras não tem mais pai, mas todas as famílias são especiais e importantes para Deus”.

AOS MESTRES / Importante:
Após fazer a dinâmica e cada uma apresentar sua família, ajude seu aluno a compreender que ele faz parte de uma família especial que é importante para DEUS! Este é o grande objetivo da aula de hoje.
Se preferir escolha uma peça teatral para apresentar no dia das mães em sua Igreja.

Entretanto, independente do que você escolher para homenagear as mães, lembre-se de homenagear aquelas “figuras maternas” que em muitas famílias substituem as mães (seja pela criança ser órfã, abandonada, ou outro motivos), isto é, homenageie as mulheres que são responsáveis pela criação da criança e que são importantes para elas.

Fonte: montesiao.pro.br