Literatura Gospel



X

Batismo Infantil

Certo ou errado à luz da Bíblia?

Batismo Infantil

O Batismo Infantil é uma das doutrinas mais críticas da Igreja Católica:

"Por nascerem com uma natureza humana decaída e manchada pelo pecado original, também as crianças precisam do novo nascimento no Batismo, a fim de serem libertadas do poder das trevas e serem transferidas para o domínio da liberdade dos filhos de Deus, para o qual todos os homens são chamados. A gratuidade pura da graça da salvação é particularmente manifesta no Batismo das crianças. A Igreja e os pais privariam então a criança da graça inestimável de tornar-se filho de Deus se não lhe conferissem o Batismo pouco depois do nascimento." P. 348, #1250 Catecismo da Igreja Católica (1994)

O Catolicismo nos conta onde esta doutrina básica se originou:

"A prática de batizar as crianças é uma tradição imemorial da Igreja. É atestada explicitamente desde o segundo século..." P. 348, #1252 Catecismo da Igreja Católica (1994) (Ênfase do autor)

Aqui o Catecismo admite que esta doutrina não é baseada na Escritura. É uma tradição humana. A admoestação de Paulo cairia bem aqui:

"Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo." Colossenses 2:8

O Batismo na Bíblia

O que torna esta prática especialmente perturbadora é que a Bíblia não registra uma única ocorrência de qualquer criança sendo batizada. Pelo contrário, qualquer menção sobre o Batismo envolve pessoas bastante crescidas para ouvir e receber o evangelho. Jesus já era adulto quando foi batizado:

"Batizado Jesus, saiu logo da água..." Mateus 3:16

Através de toda a Bíblia o Batismo sempre veio depois da salvação. O eunuco etíope que foi levado à salvação por Filipe era um adulto quando foi batizado:

"...Ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco." Atos 8:38

Outros foram batizados depois que creram:

"Mas Crispo, o principal da Sinagoga, creu no Senhor, com toda a sua casa; também muitos dos Coríntios, ouvindo, criam e eram batizados."
Atos 18:8

Depois que alguns escutaram a mensagem de João Batista para se arrepender, eram:

"…batizados no Rio Jordão, confessando seus pecados." Mateus 3:6

Obviamente, crianças recém-nascidas não podiam se arrepender, crer ou confessar seus pecados. Por conseguinte, elas não eram qualificadas conforme a Escritura para serem batizadas.

O carcereiro de Filipos

Quando o carcereiro de Filipos, que guardava Paulo, perguntou: "Que devo fazer para ser salvo?" (Atos 16:30), Paulo respondeu: "Crê no Senhor Jesus" (v. 31). Depois que ele creu, Paulo o batizou (v. 33).

Quando Pedro pregou, em Atos capítulo 2:

"… os que lhe aceitaram a palavra foram batizados, havendo um acréscimo naquele dia de quase três mil pessoas." Atos 2:41

Quando Filipe pregou ao povo de Samaria, homens e mulheres foram batizados, mas nenhuma criança o foi:

"Quando, porém, deram crédito a Filipe, que os evangelizava a respeito do reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, iam sendo batizados, assim homens como mulheres." Atos 8:12

Se a Palavra de Deus é tão explícita que somente aqueles bastante crescidos para ouvir e receber a Palavra de Deus devem ser batizados, então por que o Catolicismo exige que os recém-nascidos sejam batizados? É para trazer as pessoas amarradas à Igreja, logo depois do seu nascimento? Resolva esta questão dentro do seu próprio coração.

Conclusão

Quando você foi batizado em criança, você foi realmente batizado ou foi apenas aspergido com um pouco de água? Isso vai depender apenas do que você vai acreditar - na Palavra de Deus ou nas tradições dos homens. Por favor, guarde na mente as palavras que Jesus disse sobre os líderes religiosos do seu tempo:

"...Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição." Marcos 7:9


Por Rick Jones - Por Amor aos Católicos Romanos