Literatura Gospel



X

As 5 linguagens do amor - Para casais

Como entender a linguagem do amor??

Sentir-se amado é uma das necessidades básicas do ser humano. Por isso, o amor tem grande importância no casamento. Um casamento sem amor é como uma noite sem luar. Falta-lhe romantismo, luz e brilho. No Cântico dos Cânticos, a esposa declara ao esposo: "Melhor é o teu amor do que o vinho" (Cântico 1.2). E o esposo faz este apelo à esposa: "Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte" (Cântico 8.6).

Mas, amar não é fácil. Difícil também é saber a forma correta de comunicar ao nosso cônjuge o nosso amor. A dificuldade se torna ainda maior por que as pessoas têm instrumentos diferentes para captar o amor de seu cônjuge. O Dr. Gary Chapman, conselheiro matrimonial, depois de estudos e pesquisas, reuniu em cinco grupos as formas como as pessoas expressam e recebem manifestações de amor.

Ele classificou esses grupos e deu-lhes a denominação de As Cinco Linguagens do Amor}. São cias: (1) palavras de afirmação, (2) qualidade de tempo, (3) receber presentes, (4) formas de servir e (5) toque físico.

As Cinco Linguagens do Amor

Muitos maridos dizem: "Faço tudo por minha esposa, e ela continua insatisfeita". Geralmente tais maridos fazem "tudo, menos o "essencial".

Suponhamos que a esposa esteja com sede, e o marido lhe ofereça um copo do melhor vinho importado, ela se sentirá saciada? E se ele oferecer-lhe uma taça da melhor champanhe do mundo, isso poderá matar-lhe a sede? Claro que não. 0 vinho e a champanhe podem ser o melhor que o marido quer oferecer-lhe, mas o "essencial" para ela é água. Muitos maridos proporcionam à esposa o que existe de melhor, mas não lhe dão o que ela realmente quer receber. Dessa forma expressam seu amor, mas numa linguagem que ela não entende. O mesmo pode ser dito também sobre as esposas. Todas as pessoas têm necessidades e expectativas que devem ser supridas no casamento. Essas necessidades e expectativas variam de uma pessoa para outra. Por isso, precisamos descobrir e satisfazer as necessidades e as expectativas de nosso cônjuge. Só assim comunicar-lhe-emos corretamente o nosso amor.

1. Palavras de Afirmação

Algumas pessoas só se sentem amadas quando são alvo de palavras de afirmação. A mais profunda necessidade dessas pessoas é ser apreciadas. Por isso, elas precisam de elogios, de palavras de apreciação ou de palavras de encorajamento para elevar a sua auto-estima e se sentir amadas e felizes. Isso significa que elogios, palavras de apreciação e palavras de encorajamento são os
meios pelos quais elas captam a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge.

Esses instrumentos criam intimidade, curam feridas e permitem a livre expansão do potencial dessas pessoas.

2. Qualidade de Tempo

Os elogios, as palavras de apreciação e as palavras de encorajamento não satisfazem as necessidades emocionais de todas as esposas, nem de todos os maridos. Algumas pessoas só captam a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge por meio da atenção dedicada a elas. Elas só se sentem amadas, aceitas e queridas quando seu cônjuge dedica-lhe tempo, compartilhando, ouvindo e participando de suas atividades. Essas pessoas necessitam da companhia atenciosa de seu cônjuge. Destacamos a expressão companhia atenciosa porque, para elas, o importante é a atenção do cônjuge. Elas têm necessidade emocional e psicológica de ser "curtidas" pelo cônjuge. Para elas, aproveitar a vida e o
casamento significa estar ao lado do cônjuge e ter o cônjuge ao seu lado.

3. Receber Presentes

Existem, também, pessoas que só captam a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge através dos presentes que ele lhe dá. Para essas pessoas, os presentes - sejam eles comprados ou feitos pelo cônjuge, simples ou luxuosos - são símbolos visuais do amor. Por isso, elas têm necessidade emocional de receber presente. Mas, para elas, o valor monetário do presente é secundário. Tanto faz um presente caro, quanto um presente barato. A não ser "que haja uma enorme discrepância entre o que se deu e o que se poderia oferecer". Porque, para elas o importante é o presente e não o valor monetário do presente. Ao receber o presente, elas dizem para si mesmas: "Ele(a) se preocupa comigo; ele (a) me valoriza; ele (a) me ama!". Portanto, os elogios, as palavras de apreciação, as palavras de encorajamento ou a companhia atenciosa do cônjuge não são suficientes para levar essas pessoas a se sentir amadas. Pois a maior necessidade emocional delas é receber presente.

4. Formas de Servir

Outras pessoas só se sentem amadas quando seu cônjuge faz coisas que elas apreciam. Essas pessoas captam a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge por meio dos serviços que o cônjuge lhe presta, fazendo para elas aquilo que elas consideram importante. Para algumas esposas que têm essa linguagem de amor, o importante é o marido ajudá-las a cuidar dos filhos; para outras, é ajudá-las nas tarefas domésticas. Para alguns maridos que têm essa linguagem de amor, o importante é a esposa preparar os pratos que eles apreciam; para outros, é dar-lhe tudo nas mãos. Para essas pessoas, os elogios, as palavras de apreciação, as palavras de encorajamento, a companhia atenciosa do cônjuge ou os presentes não são provas de amor. Elas só sentem-se amadas quando são servidas.

5. Toque Físico

Existem também pessoas que só captam a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge por meio de toque físico. O toque físico pode ser afago, abraço, beijo ou outras formas de toques amorosos. O tipo de toque varia de uma pessoa para outra. Mas todas têm isto em comum: emocionalmente anseiam pelo toque físico de seu cônjuge. No Cântico dos Cânticos, a esposa diz ao esposo: "Beija-me com os beijos de tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho" (Cântico 1.2). Ela não diz "melhor é o teu beijo do que o vinho", mas. "melhor é o teu amor...", pois, para ela o beijo era o meio pelo qual o esposo transmitia-lhe o seu amor.

Divagando sobre seus anseios, diz a esposa: "Tomara fosses como meu irmão, que mamou os seios de minha mãe! Quando te encontrasse na rua, beijar-te-ia, e não me desprezariam! Levar-te-ia e te introduziria na casa de minha mãe, ... A sua mão esquerda estaria debaixo da minha cabeça, e a sua direita me abraçaria" (Cântico coração se comoveu por amor dele" (Cântico 5.4). Essa esposa, à semelhança de muitos maridos e muitas esposas, tinha necessidade emocional e psicológica de toque físico. Os elogios, as palavras de apreciação, as palavras de encorajamento, a companhia atenciosa do cônjuge, os presentes ou as coisas que seu cônjuge faz para elas não satisfazem as necessidades emocionais e psicológicas dessas pessoas. Ainda que isso seja importante para elas, não será o suficiente para que se sintam realmente amadas.

Como Descobrir a Linguagem de Amor

O segredo para levar seu cônjuge a sentir-se amado, e feliz é expressar-lhe seu amor por meio da linguagem que ele entende, ou seja, da forma como ele quer ser "amado". Isso é o que o Dr. Gary Chapman chama de primeira linguagem de amor. Mas, como descobrir a linguagem de amor de seu cônjuge?

1. Preste atenção nas reclamações de seu cônjuge

"Seja pronto para ouvir” (Tiago 1.19) é o conselho inspirado de Tiago. Ele se aplica a todas as áreas de nossa vida, mas tem um lugar especial no casamento.

Ouvir com atenção e respeito as reclamações do cônjuge é a melhor forma para descobrir a primeira linguagem de amor dele. Se alguém reclama de algo que gostaria de receber e não está recebendo, certamente é porque aquilo é importante para a pessoa. As empresas modernas gastam muito dinheiro para ouvir as reclamações de seus clientes. Elas usam as reclamações para aprimorar seus produtos e seus serviços. Assim também marido e mulher devem ouvir as reclamações do cônjuge e usar as informações obtida através dessas reclamações para melhorar a qualidade casamento.

2. Estimule seu cônjuge a revelar-lhe suas necessidades

Voltando ao comportamento das empresas modernas, elas também gastam muito dinheiro em pesquisas de mercado. O objetivo é detectar o tipo de produto e serviço que é o objeto de desejo do público. Ao fazer tal descoberta, a empresa investe maciçamente para oferecer ao público aquele produto ou aquele serviço.

No casamento, o comportamento dos cônjuges deve ser idêntico, estimule seu cônjuge a revelar-lhe suas necessidades e se esmere para satisfazê-las.

3. Três passos para descobrir sua primeira linguagem de amor

Nem sempre é possível obter do cônjuge a revelação de suas necessidades. Alguns reclamam tanto que é difícil detectar, através de suas reclamações, qual é a sua primeira linguagem de amor. As reclamações de outros são vagas e pouco revelam. E outros não revelam suas necessidades, talvez até por que eles mesmos não as conhecem com a precisão necessária. Se for essa a situação de seu cônjuge, você deve descobrir sua própria linguagem de amor e falar francamente ao seu cônjuge sobre a forma como você gostaria de ser "amado(a)". Assim ele não só toma conhecimento de sua primeira linguagem de amor mas também será estimulado a descobrir e a revelar a linguagem dele.

O primeiro passo para descobrir sua primeira linguagem de amor é fazer uma retrospectiva em seu relacionamento com seu relacionamento com seu cônjuge. O que seu cônjuge deixa de fazer lhe causa frustração, angústia, mágoa ou uma sensação de vazio em seu casamento? Respondendo a essas perguntas, você poderá descobrir quais são suas maiores necessidades emocionais a ser supridas
no casamento.

O passo seguinte é rememorar suas cobranças O que você mais tem exigido de seu cônjuge? Possivelmente, suas exigências são formas que você usa para perguntar-lhe: "Você me ama?". O terceiro passo é observar o que você faz e diz para expressar seu amor ao seu cônjuge.

Geralmente, procuramos fazer por nosso cônjuge aquilo que gostaríamos que ele fizesse por nós. Expressamos o nosso amor pelo cônjuge da forma como gostaríamos que ele expressasse seu amor por nós. Mas esse terceiro passo precisa ser visto com cuidado, porque nossa forma de expressar o amor pelo nosso cônjuge pode ter sido aprendida com nossos pais ou com alguém que admiramos. Nesse caso ela não expressará nossa primeira linguagem de amor.

4. Recordando o passado

Caso não seja possível descobrir sua primeira linguagem de amor através dos três passos, volte ao passado. Lembra-se daquela "paixão" dos primeiros meses de namoro? O que ele (a) fazia ou dizia que levou você a "se amarrar" nele(a)? O que ele(a) fazia ou dizia que motivava você a querer estar sempre ao lado dele(a)? A resposta a essas perguntas poderá ajudá-lo(a) descobrir sua primeira linguagem de amor.

5. Sonhando com o ideal

Se ainda não descobriu sua primeira linguagem de amor, feche os olhos e sonhe... com o cônjuge ideal. Se pudesse "fabricar" alguém para ser seu cônjuge, como seria esse alguém? A imagem que você projetar do cônjuge ideal poderá apontar-lhe os instrumentos por meio dos quais você capta a declaração e a afirmação de amor de seu cônjuge.

6. Revendo as cinco linguagens de amor

Talvez o seu desejo é que seu cônjuge expresse seu amor por você das cinco formas descritas nas cinco linguagens de amor. Por isso, faça uma lista das cinco linguagens colocando-as na ordem de sua preferência. A primeira, portanto, será sua primeira linguagem de amor.

7. Converse francamente com seu cônjuge

Geralmente as pessoas estão interessadas na felicidade de seu cônjuge. E, na maioria das vezes, se não contribui para essa felicidade é por que não sabem como fazê-lo ou porque o fazem de forma equivocada. Por isso, você precisa conversar francamente com seu cônjuge sobre a sua primeira linguagem de amor, isto é, sobre o que você gostaria que ele fizesse e sobre a forma como você gostaria que fosse feito.

Ao conversar com seu cônjuge, você deve tomar alguns cuidados para alcançar seus objetivos.

Primeiro - Cuidado com as palavras. O seu objetivo é intensificar sua comunhão com seu cônjuge. Por isso, suas palavras precisam ser bondosas, cheias de ternura, repletas de amor. Fale para ser aceito (a), compreendido(a) e amado (a).mensagem com base mais em seu tom de voz do que em suas palavras. "Eu te amo" dito com ternura é uma declaração de amor; mas dito com sarcasmo é uma expressão de desprezo. Até mesmo quando tiver de fazer alguma reclamação ou censura, use um tom de voz que comunique amor e verdadeiro interesse pelo bem estar de seu cônjuge.

Terceiro - Cuidado com o momento certo para falar. Lembre-se de que há "tempo de estar calado e tempo de falar" (Eclesiastes 3.7). Procure falar no momento certo.

Conclusão

As perguntas aqui propostas devem ser respondidas, preferencialmente, por escrito. Quando escrevemos, aprofundamos e depuramos nosso pensamento.

Respostas verbais podem ser superficiais e equivocadas. Quando escrevemos nossas respostas, nós as vemos com mais objetividade. Por isso, se queremos dar respostas corretas às nossas inquirições, devemos fazê-lo por escrito.

Lembre-se de que investir na felicidade de seu cônjuge é investir em sua própria felicidade. Um cônjuge satisfeito, realizado e feliz será um(a) companheiro(a) agradável, alguém com quem compensa viver. O inverso, infelizmente, também é verdadeiro.

Invista no seu cônjuge e no seu casamento, assim você estará investindo na sua felicidade.

Para Refletir

"Quando a necessidade emocional de ser amado é suprida, cria-se um clima onde o casal consegue lidar com as outras áreas da vida de forma muito mais produtiva".


Por Adão Carlos Ferreira do Nascimento - Oficina de casamento - 2001 - Editora Apoio Pastoral